• Salinas/PA
  • Alter do Chão/PA
  • Novo Airão/AM
  • Presidente Figueiredo/AM
  • Lago do Robertinho-RR

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Viagem a Serra do Tepequém - RR


Todo aventureiro certamente tem uma lista de lugares que querem conhecer, na nossa lista a um bom tempo já se encontrava a Serra do Tepequém em Roraima, um local ainda pouco conhecido pelos brasileiros sendo mais visitado pelos moradores do próprio estado.

Como estávamos de férias no início de janeiro de 2018 e é verão no estado de Roraima saímos de Manaus-AM para desbravar a mística Serra do Tepequém e risca esse destino da nossa lista.



Manaus / Serra do Tepequém

Saímos de Manaus-AM no dia 03/01/2018 as 6:00 hs já estávamos na BR-174, fiz o trecho Manaus-AM / Serra do Tepequém – RR direto percorrendo aproximadamente 996 km em aproximadamente onze horas e trinta minutos de viagem.

Não vou detalhar muito esse trecho vou apenas demonstrar como o fiz e depois faço algumas considerações.

TRECHO
KM (estimado)
Manaus-AM / Presidente Figueiredo-AM
107
Presidente Figueiredo-AM / Entrada da Reserva Indígena-AM
101
Entrada da Reserva Indígena-AM / Divisa entre Estados
47
Divisa entre Estados / jundiá-RR (Abastecer e Banheiro)
74
Jundiá-RR / Rorainópolis-RR (Almoçar e Banheiro)
139
Rorainópolis-RR / Caracaraí-RR
157
Caracaraí-RR / Iracema-RR
47
Iracema-RR / Mucajaí-RR
38
Mucajaí-RR / Boa Vista-RR (Abastecer, Banheiro e Comprar Gelo)
58
Boa Vista-RR / Inicio da RR-203
101
Inicio da RR-203 / Vila do Paiva
105

Muitas pessoas na viagem param em Presidente Figueiredo – AM para tomara café da manhã, eu mesmo fiz isso na viagem a Boa Vista – RR no carnaval de 2017, mas perdemos quase uma hora de viagem, então dessa vez levamos algo para comer durante a viagem economizando tempo e dinheiro.

Na ida completei o tanque de gasolina em Jundiá - RR e Boa Vista – RR onde também compramos mais gelo já que em Manaus-AM já tínhamos colocado gelo. Compre gelo em Boa Vista-RR pois fizemos amizade com um pessoal de Manaus-AM que não conseguiu comprar na Vila do Paiva (onde fica a serra), não sei se a falta é frequente.

Se não tiver com vontade de ir ao banheiro, considere parar somente em Rorainópolis – RR (dependendo da capacidade do seu carro) para ir ao banheiro, abastecer e almoçar assim você ganha tempo.

Nosso planejamento não incluía parada para almoço, porém a uns 30 minutos antes de chegar em Rorainópolis - RR comecei a suar frio e ter enjoo, quando cheguei no restaurante não consegui comer direito pois me deu um mal-estar muito forte, de Rorainópolis - RR até Mucajaí - RR minha esposa dirigiu com uma média de 95 k/h.

De Mucajaí em diante eu voltei a dirigir, chegamos em Boa Vista – RR as 15:10 hs, compramos remédio, gelo e abastecemos o carro (devesse completar o tanque em Boa Vista-RR).

Saímos de Boa Vista - RR as 15:50 hs, leve em consideração que a cidade é uma capital com um bom fluxo de carro.

De Boa Vista – RR até a serra são aproximados 206 km de estrada, sendo metade do caminho pela BR-174 (101 km) e metade na RR-203 (105 km).

Vale dizer que o estado de conservação da BR-174 estava ótimo em todo o trecho que andamos, já a RR-203 está em bom estado, porém próximo a serra assim que atravessar a ponte do igarapé do tucumã tem muitos buracos (Janeiro 2018).



Considere fazer os 105 km da RR-203 em mais de uma hora de viagem, pois tem buracos, pontes estreitas onde só passam um carro por vez e a subida de 11 km da serra é pesada sendo possível subir apenas na primeira macha (Nosso carro era um Uno 1.0).



Chegamos na Vila do Paiva - RR as 18:35 exaustos, ficamos no camping Picuá onde pagamos 20,00 por pessoa a diária, vou destacar o camping pois achei ele muito barato para a estrutura que oferece, recomento 100%.

04/01/2018 – Enfim o Tepequém

No dia anterior assim que chegamos armamos o nosso acampamento e fomos tomar uma sopa, logo o mal-estar voltou mais forte, tomei um remédio mas não melhorou nada.

No dia 04/01/2018 acordei as 07:00 hs passando mal novamente, as oito tomei um café e não melhorava nem um pouco, as 08:00 hs a dona do camping perguntou se a gente iria ficar mais de um dia, foi quando eu disse que não estava me sentido bem e talvez voltasse naquele mesmo dia para Boa Vista – RR, foi ai que ela me orientou a ir no posto de saúde que ficava a uns 200 metros de lá.

No posto de saúde fui atendido por uma enfermeira que pegou meus dados e tirou minha pressão, depois fui atendido por uma médica cubana que me examinou e me deu dois remédios que foram a salvação da viagem.

Sei que muita gente lendo isso pode dizer que isso talvez não seja interessante de relatar, mas acho que vale ressaltar que se você não se sentir bem por lá poderá contar com atendimento médico, já que nem sempre uma viagem sai 100% do jeito que a gente planeja.

Voltamos do posto as 10:00 hs, depois que tomei os remédios comecei a me sentir melhor, resolvemos fazer nosso almoço e sair somente a tarde para passear, não queríamos forçar nada.

A princípio tínhamos planejado conhecer a Cachoeira do Paiva de manhã, Lago das Esmeraldas a tarde, subida do Platô na manhã seguinte e Cachoeira do Barata por ultimo, porém como eu não estava bem, cancelamos o Platô pois exige uma caminha de quase 2 h de subida e nos falaram que o Poço das Esmeraldas estava muito seco.  

Cachoeira do Barata

As 14:30 hs fomos conhecer a Cachoeira do Barata, o local é fácil de achar com varias placas e não precisa de guia, outra coisa legal é o fato de não pagar nada para conhecer esses locais.



A trilha da cachoeira é um pouco difícil, mas nada impossível no local tinha crianças idosos, basta ter cuidado pois no local tem muita pedra sabão que fica muito lisa quando molhada.


A Cachoeira do Barata tem uma água esverdeada com pedras sabão esbranquiçadas e muita floresta em volta deixando o local com um visual incrível.



As 17:15 hs saímos da cachoeira e no caminho de volta tiramos algumas fotos ao lado da serra até umas 17:30 hs e depois seguimos para o nosso próximo destino para ver um dos por do sol mais bonitos que tive oportunidade ver na vida.

Por do Sol no Abismo do Paiva

As 18:00 hs chegamos no estacionamento da Cachoeira do Paiva e a temperatura já havia caído bastante, o local tem uma placa indicando a entrada da cachoeira e outra  escrita “Abismo” com uma seta para a direita (fica a uns 10 m do estacionamento).



O abismo é na verdade é um mirante natural onde você consegue ver a Cachoeira do Paiva do alto, no local só estavam eu e minha esposa e mais um casal com uma criança, parece que essa atração não é divulgada, a paisagem junto com o silencio é incrível.




A noite tomamos um bom café, porém o mal-estar voltou, tomei os remédios e voltei a me sentir bem.

05/01/2018 – Segundo dia no Tepequém e Volta para Boa Vista - RR

Na manhã do dia 05/01/2018 acordei cedo, pois não estava me sentindo bem, porém após o café da manhã voltei a me sentir melhor, definitivamente não havia condições de fazer a subida ao platô.

As 9:00 hs seguimos para a atração mais visitada do local, a Cachoeira do Paiva.

Cachoeira do Paiva

A Cachoeira do Paiva também é de fácil acesso e não precisa de guia, pois na vila tem varias placas indicando o local.



O acesso do estacionamento até a cachoeira é feito através de uma escada de madeira que dizem ter 200 degraus.



A cachoeira é linda, tem que ter cuidado pois em alguns lugares as pedras são bastante lisas.



Mirante do Paiva

De quem está de frente para a cachoeira, do lado esquerdo tem uma trilha subindo que te leva até o Mirante do Paiva (Não é o mesmo do por do sol).

A trilha é uma subida íngreme que tem que ter atenção, a paisagem do local vale todo o esforço. 



No local da para tirar fotos de ângulos que parece que você está na beira do abismo.  


Também é possível ter uma visão de outro ângulo da Cachoeira do Paiva. 



Saímos da cachoeira as 12:00 hs, voltamos para o camping Picuá onde fizemos o nosso almoço, arrumamos nossas coisas no carro, descasamos e conversando com os amigos que fizemos no camping até as 14:30 hs, depois seguimos viagem para Boa Vista – RR, na descida da serra ainda paramos para tirar uma foto no portal de entrada, já que na vinda chegamos a noite.



No caminho para Boa Vista –RR ainda paramos na sede município de Amajari - RR para comermos alguma coisa, pois tinha comido pouco no almoço, chegamos em Boa Vista – RR as 17:00 hs.



No plano inicial da viagem na volta iriamos dormir em Caracaraí – RR a aproximadamente 141 km depois de Boa Vista - RR no sentido a Manaus-AM, porém como eu ainda não estava 100% resolvemos encerrar o dia por ali mesmo e ter uma boa noite de sono para seguir viagem no dia seguinte.

06/01/2018 – Boa Vista – RR / Manaus – AM

Na volta saímos de Boa Vista - RR as 7:30 hs depois de um bom café da manhã do hotel, abastecemos em Rorainópolis-RR e almoçamos Judiá - RR, as 16:00 hs chegamos em Manaus – AM.  

Compartilhar:

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Gruta do Raio, Corredeira Santa Marta e Cachoeira do Natal – Presidente Figueiredo/ AM

Dizem que o campismo vicia, e posso afirma que isso é verdade, principalmente pelo fato de ele nos tirar desse mundo virtual e nos afastar do estresse da cidade grande e colocar-nos em contato com a natureza.

Outro fator positivo do campismo é a economia com hospedagem, só para exemplificar eu já cheguei a pagar R$ 110,00 em uma pousada para casal sem café da manhã na cidade de Presidente Figueiredo – AM, enquanto no camping eu pago no máximo R$ 40,00 por casal.

Então para saciar nosso vicio fomos fazer mais um camping em Presidente Figueiredo - AM e conhecer novos lugares.

Saímos de Manaus – AM após o almoço, pois alguns de nos tinham compromissos profissionais na parte da manhã, chegamos em  Presidente Figueiredo – AM por volta das 14:00 hs através da BR-174 que está em excelente estado de conservação.

28/10/2017 - Parque Municipal do Galo da Serra

Como nesse dia nos iriamos somente acampar próximo a cidade, resolvemos ir conhecer o Parque Municipal do Galo da Serra, um dos locais onde a cantora Anitta gravou o vídeo clipe Is That For Me.

O parque fica dentro da cidade localizado na rua do cemitério, a mesma que leva a Cachoeira das Orquídeas.



O principal atrativo do parque é fato de você talvez conseguir ver o Galo da Serra, mas caso você não consiga vale apena fazer a trilha de 5 minutos até a Gruta do Raio, infelizmente não vimos nenhum Galo da Serra.


A trilha é de nível fácil, levem água pois o local é muito úmido e quente, ficamos impressionado pois estávamos transpirando muito. 


Corredeira Santa Marta

Ficamos no Parque Municipal do Galo da Serra até as 15:00 hs, depois voltamos para a BR-174 e seguimos viagem para Corredeira Santa Marta que fica a uns 3 km depois da cidade.


Pagamos R$ 20,00 por pessoa para passar a noite, na entrada perguntamos ao rapaz que nos recebeu como estava a nível de água da corredeira pois nessa época a maioria dos rios estão secos, o mesmo disse que nos poderíamos olhar antes pagar.



A estrutura do local para camping é boa, possui banheiros, água potável, energia a noite, uma churrasqueira e umas mesas cobertas.  



No local não existe nenhum tipo de comercio, então é necessário levar toda a sua alimentação, no nosso caso levamos uma pequena churrasqueira.




A noite a corredeira ainda fica parcialmente iluminada podendo tomar banho.

28/10/2017 - Cachoeira do Natal

Acordamos por volta das 8:00 hs, tomamos o nosso café da manhã, desmontamos o nosso acampamento e ficamos tomando banho na corredeira até as 10:00 hs.

Nos despedimos do local e seguimos viagem de volta para a cidade para conhecermos a Cachoeira do Natal.

O acesso a Cachoeira do Natal é feito através do ramal do Urubuí que fica atrás do estacionamento do Parque do Urubuí. Siga sempre em linha reta por cerca de 4 km até encontrar uma placa indicando a direção da cachoeira.



Após entrar neste segundo ramal em toda bifurcação terá uma placa indicando para que lado seguir, serão aproximadamente mais seis quilômetros até entrar no ramal do Bad Boy onde terá uma ultima placa indicando o caminho por uma trilha de 600 m intransitável para carros pequenos.



Estacionamos o carro e fizemos o restante do caminho à pé (cerca de 15 minutos). A entrada é R$ 7,00 por pessoa e pode entrar com alimentos.

Fizemos todo o percurso desde o Parque do Urubuí até a cachoeira em aproximadamente 30 minutos. O ramal é de terra batida e eu não consegui passar dos 30 k/h pois as condições não são boas, provavelmente  o mesmo se torna intransitável em dias de chuva para quem for com carro pequeno.

Uma curiosidade é que na época das cheias dos rios o volume de água é tão grande que fica perigoso tomar banho local. A melhor época para conhecer é entre Setembro e Fevereiro.


Já tive o prazer de conhecer 16 cachoeiras de Presidente Figueiredo – AM e sem duvidas essa é uma das mais bonitas, infelizmente as fotos não ficaram muito boa pois a nossa câmera tinha descarregado e tivemos que nos virar com um celular mesmo.


Saímos do local as 15:10 hs e voltamos para Manaus – AM, espero que tenham gostado, deixem seus comentários e sugestões de locais para conhecermos. 


Compartilhar:

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Camping Cachoeira da Porteira – Presidente Figueiredo/ AM

O mês Setembro sem duvidas é um dos meses mais quentes para quem mora na cidade de Manaus/AM e para fugir do calor uma das melhores opções é visitar balneários e cachoeiras do interior do estado. Pensando nisso, resolvemos conhecer a Cachoeira da Porteira em Presidente Figueiredo/AM.


Para chegar a cachoeira você irá pegar a BR-174 em direção a Presidente Figueiredo/AM (107 km de Manaus), 4 km antes de chegar a cidade, pegue a AM-240, essa estrada liga a BR-174 a hidrelétrica de Balbina, a cachoeira fica localizada no km 15 da AM-240.


Na entrada do camping pagamos R$ 20,00 por pessoa para passar a noite, a senhora que nos recebeu pediu para revistar o carro e as nossas coisas, informando que estava proibia a entrada de garrafas de vidro, pois já tinha acontecido alguns acidentes com pessoas cortando pé, devido não jogarem o lixo no local adequado (é difícil imaginar que tem gente que não sabe que o lugar do lixo é na lixeira).


O local tem uma boa área de camping com algumas mesas cobertas, lixeiras espalhadas, banheiros e o melhor os carros ficam isolados por uma cerca de madeira evitando som alto.

Montamos nosso acampamento próximo a cachoeira em uma mesa que não era coberta, o clima estava bastante fechado e com chuvisco (em pleno verão), aconselho a levarem lona para cobrirem as barracas, nos levamos duas e foram fundamentais.


No local não existe nenhum tipo de comercio, então é necessário levar toda a sua alimentação e ainda fomos informados que a parti das 18 hs eles não permitem ficarem entrando e saindo do local por questão de segurança.


Como o dia foi chuvoso a noite foi bastante fria, ótimo para quem estava fugindo do calor da cidade.

No dia seguinte ficamos pulando de algumas pedras da cachoeira e logo após do almoço voltamos para Manaus/AM, pois começou a chover muito.



Aconselho muito a visita ao local, seja para acampar ou para passar o dia, espero que tenham gostado, nos deem sugestão de local para acampar em Presidente Figueiredo/AM ou outros lugares próximos a Manaus/AM.
Compartilhar:
Proxima  → Inicio

Postagens populares

Tecnologia do Blogger.

Seguidores